O sol é fonte de vida e de energia, e é a partir dele que podemos ter energia elétrica limpa e sustentável, proveniente da Geração Distribuída Energia Solar Fotovoltaica que oferece econômica e é uma maneira de mudar o dia a dia das pessoas e a forma como elas contribuem para a preservação do meio ambiente.

O mercado de geração distribuída de energia solar fotovoltaica apresenta-se em estágio inicial de desenvolvimento no Brasil. A recente conjuntura regulatória, entretanto, aponta para a mudança deste cenário. Isto, somado à presença abundante de recurso solar no Brasil e ao presente estágio de desenvolvimento da tecnologia fotovoltaica indicam crescimento da penetração da fonte no país nos próximos anos.

Geração Distribuída

A instalação no mesmo local de consumo geralmente é feita no telhado da construção ou em algum espaço disponível na mesma área, como um estacionamento. Já no caso do consumo remoto, a instalação é feita em um local distinto ao do consumo.

A geração distribuída pode ser definida como uma fonte de energia elétrica conectada diretamente à rede de distribuição ou situada no próprio consumidor. No Brasil, a definição de GD é feita a partir do Artigo 14º do Decreto Lei nº 5.163/2004:

De acordo com Resolução Normativa 482/2012 da ANEEL, responsável por constituir as condições regulatórias para a inserção da geração distribuída na matriz energética brasileira, são apresentadas as seguintes definições:

– Microgeração distribuída: central geradora de energia elétrica com potência instalada menor ou igual a 75 kW e que utilize cogeração qualificada, ou fontes renováveis de energia elétrica conectada na rede de distribuição por meio de instalações de unidades consumidoras;

– Minigeração Distribuída: central geradora de energia elétrica com potência instalada superior a 75 kW e menor ou igual a 5 MW e que utilize cogeração qualificada, ou fontes renováveis de energia elétrica conectada na rede de distribuição por meio de instalações de unidades consumidoras.

A geração distribuída no Brasil tem como base o sistema de compensação de energia, no qual o consumidor-gerador, após descontado o seu próprio consumo, recebe créditos (em kWh) na sua fatura pelo saldo positivo de energia elétrica gerada e inserida diretamente na rede de distribuição, tendo até 60 meses para utilizar este crédito. A rede elétrica é utilizada como “backup” quando a energia gerada localmente gera excedente além das necessidades de demanda do consumidor-gerador, o que geralmente é o caso para fontes intermitentes de energia, como a solar.

Geração Distribuída x Centralizada

conforme regulamentação da ANEEL, ou para as demais fontes renováveis de energia elétrica, conectada na rede de distribuição por meio de instalações de unidades consumidoras.

  • A geração centralizada, onde é composta por usinas de grande porte que normalmente ficam distantes dos centros consumidores;
  • A geração distribuída onde a oferta é feita por meio de usinas de pequeno porte que estão nos próprios consumidores ou próximos a estes;

Para a geração de forma distribuída, o custo é aumentado visto à pequena quantidade de energia gerada, porém não há necessidade de linhas para o transporte de energia, o que pode reduzir perdas significativas. E, com as altas taxas e os últimos reajustes cobrados pelas concessionárias, torna-se cada vez mais factível a utilização de sistemas alternativos para reduzir o valor da conta final.

A instalação de sistemas de geração distribuída de energia elétrica executada pela Sunergia® | energia solar é garantido. Realizamos um trabalho amplo com diferencial nos ajustes finais para o usuário, garantindo o baixo custo no consumo de energia elétrica, durabilidade dos equipamentos que permitem um longo período de uso, proveitoso retorno de investimento a médio e longo prazos e um serviços de apoio eficaz, além do comprometimento intrínseco aos procedimentos de segurança.

Sistema de Compensação de Energia Elétrica o que é?

A Resolução Normativa ANEEL nº 482/2012 define o Sistema de Compensação como um arranjo no qual a energia ativa injetada por unidade consumidora com microgeração ou minigeração distribuída é cedida, por meio de empréstimo gratuito, a distribuidora local e posteriormente compensada com o consumo de energia elétrica ativa. Nele, um consumidor de energia elétrica instala pequenos geradores em sua unidade consumidora (como, por exemplo, painéis solares fotovoltaicos ou pequenas turbinas eólicas) e a energia gerada é usada para abater o consumo de energia elétrica da unidade. Quando a geração for maior que o consumo, o saldo positivo de energia poderá ser utilizado para abater o consumo em outro posto tarifário ou na fatura do mês subsequente. Os créditos de energia gerados continuam válidos por até 60 meses. Há ainda a possibilidade de o consumidor utilizar esses créditos em outras unidades previamente cadastradas dentro da mesma área de concessão e caracterizada como autoconsumo remoto, geração compartilhada ou integrante de empreendimentos de múltiplas unidades consumidoras (condomínios).

Quais são as vantagens?

O varejo é um segmento interessante ao uso dessa tecnologia pela natureza das instalações, geralmente com múltiplas unidades dentro da área de atuação da distribuidora de energia, além de ser o cliente com tarifa mais alta. Some a isso o fato de, atualmente, a geração distribuída oferecer incentivos de isenção de ICMS, dos quais os varejistas podem se aproveitar. Há ainda vantagens como abatimento de impostos, IPTU (PMSP dá 12% de desconto no IPTU para quem possui Energia Solar), além do abatimento do ICMS da Conta da Própria Conta de Energia Elétrica. Outro benefício são os créditos de carbono (CO2) que podem ser convertidos em valor monetário para cada quantidade de energia limpa gerada em que se evitou a emissão do CO2 (Precificação do Carbono).

Pensando em sustentabilidade quanto mais Geradores de Energia Solar (Geração Distribuída) existirem nos telhados de Fábricas e Residências, Estacionamentos Fotovoltaicos, Condomínios Solares. Menos construções grandiosas de usinas hidroelétricas em regiões de preservação ambiental serão necessárias, sem pensar nos desvios de dinheiro no processo como um todo. Esses pontos traduzem aspectos da procura crescente pela geração distribuída de energia elétrica, que, além de ser uma forma sustentável com poucos danos ao meio ambiente e padrões de desenvolvimento que legalizam cada forma de produção.

Faça você também a sua parte, invista em energia limpa, renovável e inesgotável. Deixe o Sol Fazer Mais por Você. Acesse www.sunergia.com.br e saiba como efetivar seu projeto!

#ComSoltudoMelhora @Sunergia | energia solar

2 thoughts on “Geração Distribuída Energia Solar Fotovoltaica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *